Você sabe ler os rótulos de alimentos? Confira dicas para não errar na compra

Você sabe ler os rótulos de alimentos? Confira dicas para não errar na compra

Os rótulos possuem função informativa e publicitária para que o consumidor escolha corretamente o produto, saiba o que está comprando e se oferece riscos à saúde

alimentos-para-correr-105698397

A Rotulagem Nutricional de um produto no Brasil é controlada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e tem como objetivo informar ao consumidor sobre a especificação correta de quantidade, composição, qualidade e validade de um produto em determinada porção, baseadas em uma dieta de 2000 calorias. É necessário conter a quantidade em gramas, em medidas caseiras, e os valores diários de ingestão (%VD).

Os rótulos possuem função informativa e publicitária para que o consumidor escolha corretamente o produto, saiba o que está comprando e se oferece riscos à saúde.

Cinco alimentos saudáveis que devem ser usados com moderação nas dietas

euatleta_cristiane_perroni_rotulo_nutricao

 

Legenda:

  1. Porção é a quantidade que uma pessoa deve comer por vez para compor uma alimentação saudável.
  2. Medida caseira indica a medida utilizada em casa para medir esta porção.
  3. Valor diário indica o quanto o produto em questão apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta de 2000 calorias.
  4. Os valores diários são calculados com base em uma dieta média de 2000kcal, mas este valor vai depender de cada pessoa e conforme seu peso, idade e altura, pode ser maior ou menor. Este valor é calculado pelo nutricionista para compor sua dieta.

Informações importantes que devemos observar:

– A quantidade total do produto na embalagem e a porção que está descrita no rótulo (exemplo: ele informa o valor nutricional da porção em 20g, mas o pacote tem 100g)

– Data de fabricação e prazo de validade: informações sobre a segurança do alimento, se o produto está apto ao consumo e até quando, diminuindo riscos de contaminação e garantindo maior aproveitamento do produto para o consumo

– Valor energético (calorias), quantidade de carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans, colesterol, fibra alimentar e sódio. Podem ainda conter informações sobre vitaminas, minerais, aminoácidos e etc.

Açaí engorda? Nutricionista explica verdades e mitos sobre o consumo

– Descrição de todos os ingredientes por ordem decrescente, o que possui maior quantidade para o de menor quantidade (por exemplo: pão integral deve iniciar com farinha de trigo integral e não farinha de trigo enriquecida)

– Observe a quantidade de ingredientes, quanto menor o número de itens normalmente mais natural é o alimento (Por exemplo: Iogurtes)

– O percentual das porções nos rótulos (%VD) é baseado em dietas de 2000 calorias consideradas “saudáveis” para a população, entretanto as necessidades nutricionais individuais podem ser maiores ou menores do que este valor padrão, a descrição é apenas uma “base”

– Rotulagem obrigatória dos principais alimentos que causam alergias alimentares:

trigo, centeio, cevada, aveia, crustáceos, ovos, peixes, amendoim, soja, leites de todas as espécies de animais mamíferos, amêndoa (Prunus dulcis, sin.:Prunusamygdalus, Amygdaluscommunis L.), avelãs (Corylus spp.), castanha-de-caju (Anacardium occidentale), castanha-do-brasil\ castanha-do-pará (Bertholletia excelsa), macadâmias (Macadamia spp.), nozes (Juglans spp.), pecãs (Carya spp.), pistaches (Pistacia spp.), pinoli (Pinus spp.), castanhas (Castanea spp.), látex natural

pao_integral

Cuide-se e preste atenção:

– Evite o consumo de alimentos que contenham gordura trans

– Consuma de 25 a 30g de fibras diariamente, dê preferência para alimentos ricos em fibras, eles auxiliam no funcionamento intestinal, promovem maior saciedade, colaboram para redução do colesterol e melhor controle glicêmico, entre outras propriedades.

Chocolate, frutas vermelhas, peixes… sete alimentos que reduzem o colesterol

– Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, a recomendação de ingestão de sal deve ser até 5 gramas/dia ou 2000mg de sódio. A ingestão do brasileiro está em torno de 12g de sal/dia, mais do dobro da quantidade recomendada.

– “Sem lactose” nem sempre significa que não possui proteína do leite. Iogurtes LACFREE/sem lactose muitas vezes são adicionados da enzima lactase e contém proteínas do leite

– Indivíduos alérgicos ou intolerantes precisam ter atenção redobrada a leitura dos ingredientes. Atenção a expressões como “podem conter traços” ou “pode conter”, está relacionado a produtos que são fabricados com utensílios compartilhados, podendo haver risco de contaminação cruzada.

5+: os sucos que prometem dar uma força extra antes e depois dos treinos

– Qualquer dúvida sobre o produto entre em contato com o Serviço de atendimento ao cliente – SAC  do fabricante.

Tenha mais atenção na compra do produto e na leitura dos rótulos, desta forma irá comprar alimentos que ajudam na promoção da saúde e evitar aqueles prejudiciais ou que podem oferecer riscos a sua saúde.

Fonte aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*