Alecrim ajuda no emagrecimento e reduz os gases

Alecrim ajuda no emagrecimento e reduz os gases

Tempero também tem forte ação antioxidante e pode ajudar a combater a gripe

O alecrim (Rosmarinus officinalis L.) é um arbusto comum na região do Mediterrâneo. Este alimento é aliado do emagrecimento, tem ação expectorante, melhora inflamações e gripe e tem forte ação antioxidante, de modo que previne derrames e doenças cerebrais degenerativas. O alecrim também ajuda na digestão e diminui os gases.

cha-de-alecrim-para-emagrecer

O alecrim chegou no Brasil na época da colonização e recebeu diversos nomes populares como: rosmarinho, rosmaninho, alecrim comum, alecrim de cheiro, alecrim de jardim e alecrim de horta.

Principais nutrientes do alecrim

Um dos principais nutrientes do alecrim é a vitamina A, que é essencial para os olhos e a pele, previne infecções e tem forte ação antioxidante. O tempero também conta com a vitamina C que melhora a imunidade, evita o envelhecimento da pele, previne derrames, tem ação antioxidante, previne derrames e proporciona resistência aos ossos.

A vitamina K também está presente no alecrim, este nutriente é essencial para a coagulação sanguínea e ajuda na fixação do cálcio nos ossos. O alecrim ainda conta com as vitaminas B1 e B2, ambas agem no metabolismo da glicose, dos ácidos graxos e aminoácidos, ou seja, ajuda o organismo a utilizar essas substâncias com eficiência. Além disso, elas também desempenham um papel importante na formação da bainha de mielina, que fica em torno das fibras nervosas e permite mensagens entre os nervos.

O alecrim conta com compostos fenólicos que têm atividades biológicas importantes, como antioxidantes, anti-inflamatórias, anti-carcinogênicas, entre outras.

Benefícios do alecrim

Ajuda no emagrecimento: O chá de alecrim ajuda na perda de peso porque tem ação diurética, contribuindo para menor retenção de líquidos. Além disso, a bebida ajuda no trânsito intestinal.

Reduz os gases: O alecrim diminui o desconforto causado pelos gases intestinais, pois auxilia a expeli-los e reduz as cólicas.

Ação antioxidante e anti-inflamatória: O alecrim é rico em compostos fenólicos que possuem forte ação antioxidante, por isso agem combatendo os radicais livres e previnem problemas como o câncer, derrames e doenças cerebrais degenerativas, e também têm ação anti-inflamatória.

Benefícios em estudo do alecrim

Combate à gripe: A Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP) concluiu após uma pesquisa que o alecrim ajuda a combater o vírus da gripe. O alecrim ainda conta com ação expectorante e por isso também é interessante em casos de tosse.

Bom para quem tem doenças crônicas não transmissíveis: Uma pesquisa inicial realizada pela USP concluiu que o alecrim conta com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que podem apresentar benefícios para quem tem doenças crônicas não transmissíveis nas quais o estresse oxidativo e a inflamação atuam de forma significativa, como o diabetes.

Bom para as articulações: O alecrim aplicado na pele por meio de compressas pode ajudar a reduzir as inflamações nas articulações, isto porque ele possui ação anti-inflamatória. Contudo, ainda são necessárias mais pesquisas para comprovar este benefício.

Diminui o estresse e melhora a memória: Alguns estudos sugerem que que o óleo de alecrim, combinado com outros óleos, pode abaixar os níveis de cortisol e assim diminuir o estresse. Uma pesquisa descobriu que o óleo de alecrim foi capaz de reduzir o estresse em estudantes de enfermagem. Contudo, ainda são necessária mais pesquisas para comprovar o benefício.

Como consumir o alecrim

O alecrim pode ser ingerido nas formas in natura, como tempero de carnes e outros alimentos, em pó ou ser passado na forma de óleo. O chá de alecrim também é uma boa alternativa, ao preparar esta bebida utilize uma xícara de folhas de alecrim e um litro de água. Deixe a água ferver, desligue, coloque o alecrim e deixe por cinco minutos. Depois, é só consumir.

Contraindicações

Gestantes podem consumir o alecrim como tempero, mas não na forma de chá ou de outras maneiras, pois ele pode causar contrações uterinas.

Riscos do consumo em excesso

Consumir mais do que quatro xícaras de chá de alecrim ao dia pode causar nefrite, problemas gastrointestinais e intoxicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*