15 sinais de que o mofo em sua casa ou trabalho está deixando você doente (e como eliminar o problema)

15 sinais de que o mofo em sua casa ou trabalho está deixando você doente (e como eliminar o problema)

O mofo é um grave problema de saúde e, o pior, é muito negligenciado por quase todos.

Você pode não ser capaz de ver ou sentir o cheiro.

No entanto, esse fungo pode estar crescendo em sua casa e pode ser o motivo de você se sentir doente.

O envenenamento por mofo, em síntese, pode estar afetando sua saúde.

Infelizmente a medicina convencional não acredita que a exposição ao mofo seja um grande problema.

Além disso, é difícil de diagnosticar alguém com toxicidade causada pelo mofo.

Este problema pode ser confundido com muitas outras condições e os sintomas são inespecíficos.

Mas o fato é que o mofo é um grande inimigo da saúde.

Mulheres grávidas, bebês e idosos estão entre os que mais sofrem com este tipo de problema.

Os esporos produzidos pelo mofo podem dar início ou agravar casos de asma, além de transmitir bactérias que podem causar infecções graves.

Com a umidade e o calor, é comum o aparecimento de mofo nas paredes da nossa casa.

Ele pode aparecer em qualquer canto úmido.

15_sinais_-_mofo_-_novo

Mas o que é o mofo?

Trata-se de vários tipos de fungos que crescem em filamentos e se reproduzem através da formação de minúsculos esporos que brotam e voam, invisíveis aos olhos.

É um problema tão perigoso que pode até afetar o sistema nervoso central.

A consequência mais comum de um ambiente com mofo são sintomas, nas pessoas que frequentam o local, como irritação na garganta, na pele, tosse  olhos vermelhos e problemas respiratórios.

E existem mais problemas: as vítimas do mofo correm sério risco de adquirirem uma rinite ou sinusite crônicas.

Têm sido associadas ainda ao efeito do mofo hemorragias pulmonares, insuficiências do sistema imunológico, fadigas e dores de cabeça, variações de humor e câncer.

A “doença do mofo” faz parte da “síndrome do edifício doente” (SED), uma resposta inflamatória sistêmica adquirida após a exposição ao interior de um edifício contaminado com organismos toxigênicos, incluindo o mofo.

E seus principais sintomas são:

  1. Problemas de memória, confusão mental, falta de foco
  2. Fadiga, fraqueza, mal-estar pós-exercício
  3. Cãibras, dor nas articulações, dores pelo corpo
  4. Dormência e formigamento
  5. Dor de cabeça
  6. Sensibilidade à luz, olhos vermelhos, visão turva
  7. Rinite, sinusite, tosse, asma
  8. Tremores
  9. Vertigem
  10. Dor, náuseas, diarreia, alterações do apetite abdominais
  11. Gosto metálico
  12. Ganho de peso apesar do esforço para emagrecer
  13. Suores noturnos ou outros problemas com a regulação da temperatura
  14. Sede excessiva
  15. Aumento do volume da urina

E o que fazer para combater este mal?

Fique atento a qualquer infiltração de água.

A umidade é o maior criadouro de mofos.

Casa bem arejada e limpa também é garantia contra o mofo.

Por isso é preciso evitar o acúmulo de objetos dentro de casa, assim como tapetes e cortinas, que dificultam a limpeza.

Para remover o mofo dos azulejos do banheiro e cozinha, faça uma mistura de 100 mL de agua sanitária diluída em um litro de agua.

Com a ajuda de uma esponja, esfregue esta solução nos lugares com mofo e deixe agir por cinco minutos; depois, lave com água abundante.

Para remover o mofo do teto e das paredes, o ideal é procurar produtos no supermercado que são específicos para isso.

Eles têm um alto poder antimofo  e limpam totalmente o mofo das paredes e teto.

Antes de passar o produto,  limpe o teto ou paredes com a solução de água sanitária e água, retire todo o excesso de mofo e  aplique o produto antimofo no local, deixe agir por um dia e veja o resultado.

Para evitar o aparecimento de mofo nos armários e guarda-roupas, mantenha sempre uma limpeza constante com um pano úmido e um pouco de vinagre, deixe as portas abertas para secarem totalmente e continue o uso normal.

Existe também uma receita (mais natural) para acabar com o mofo usando óleo essencial de melaleuca.

Este óleo é bom para tratar problemas respiratórios, além de combater vírus e bactérias.

Não sabe onde encontra o óleo essencial de melaleuca?

Em boas lojas de produtos naturais.

Na internet, há lojas virtuais de aromaterapia que vendem o produto.

Vamos à receita, que é muito fácil.

INGREDIENTES

1 litro de água

5 colheres (de café) de óleo essencial de melaleuca

MODO DE PREPARO

Misture os ingredientes e coloque num borrifador.

Em seguida, aplique a mistura nos móveis, paredes, portas e janelas uma ou duas vezes por semana.

Nas superfícies de madeira, borrife num pano e depois passe esse pano na região mofada.

Nas paredes, depois de borrifá-las bem, esfregue com uma esponja de lavar pratos.

O produto dura em média seis meses.

 

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*