RECEITA DE REMÉDIO NATURAL PARA DOR NA COLUNA

RECEITA DE REMÉDIO NATURAL PARA DOR NA COLUNA

O homem moderno, em razão de seu estilo de vida, costuma maltratar a coluna.

O resultado são dores e doenças que comprometem sua qualidade de vida.

A receita que vamos ensinar adiante trata e alivia a dor na coluna.

575fe9a828191d52ea4a4fee179e6adc

Mas ela sozinha não resolve.

É preciso ficar atento a alguns cuidados:

– A melhor maneira de se deitar de lado é com um travesseiro entre as pernas.

– Quando deitar em decúbito dorsal (de barriga para cima), coloque um travesseiro embaixo dos joelhos.

– Evite dormir em decúbito ventral (de bruços), pois, além de forçar a coluna, dificulta a respiração.

– Ao levantar-se, vire de lado, apoie-se nos braços, levando as pernas para fora da cama.

– Ao elevar um objeto pesado do chão, abaixe-se com as pernas flexionadas.

– Use um colchão ortopédico ou semi ortopédico, de acordo com seu peso e altura.

– O travesseiro não deve ser muito fino nem muito macio, para não alterar a curvatura da coluna; o ideal é que seja da altura entre a cabeça e o ombro.

– Ao ficar de pé, contraia os músculos da barriga e das nádegas periodicamente; utilize esta técnica de relaxamento quando quiser aliviar dores.

– Ao trabalhar em frente a uma mesa ou digitando no computador, mantenha as costas retas, encostadas ao encosto da cadeira, e mantenha as pernas debaixo da mesa, evitando cruzá-las.

Observando esses cuidados, com certeza você terá menos problemas com sua coluna.

E o remédio caseiro para dor na coluna?

Vamos ensinar a receita agora.

Anote:

INGREDIENTES

1 litro de cachaça

1 caroço de abacate ralado

1 punhado de sementes de eucalipto (compre em loja de produtos naturais)

MODO DE PREPARO

Misture os ingredientes e deixe-os curtir por 2 dias.

MODO DE APLICAR

Espalhe massageando, no local da dor, de 3 a 5 vezes por dia.

 

 

 

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui o acompanhamento de um especialista. Consulte sempre seu médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*