SUCO ESPECIAL PARA LIMPAR E RECUPERAR OS PULMÕES

SUCO ESPECIAL PARA LIMPAR E RECUPERAR OS PULMÕES

Se você fuma ou fumou, se seu nariz vive entupido, se há catarro (muco), tosse persistente, asma, falta de ar, fibrose cística, câncer de pulmão, bronquite ou enfisema, certamente esta receita vai ajudar.

Tudo o que há neste suco é especial para a saúde desse órgão.

São ingredientes com alta capacidade de limpar e restaurar os pulmões.

O agrião contém um poderoso fitoquímico, o fenetil- isotiocianato (PEITC, na sigla em inglês).

Em estudos de laboratório o PEITC mostrou ser capaz de proteger de cânceres provocados pela exposição a substâncias tóxicas, especialmente o câncer do esófago, o do cólon e o do pulmão.

pulm%25C3%25B5es%2B-%2Bsuco%2Bpara%2Blimpar

Além disso, essa substância parece ser também capaz de agir diretamente sobre as células de tumores.

O PEITO parece ser um dos isotiocianatos mais tóxicos para as células cancerosas, forçando-as a morrer através do mecanismo de morte programada da célula, a apoptose.

O agrião também ajuda a lubrificar os pulmões, ajudando a aliviar a tosse, dores de garganta e inflamações das vias respiratórias superiores.

Nabo e cenoura, outros ingredientes do suco, contêm vitamina A, importante para a saúde dos pulmões.

Além disso, o limão alcaliniza o sangue e nos fornece muitos antioxidantes, como a vitamina C, aumentando nossa imunidade.

Da mesma forma o alho, que também é um antibiótico, antiviral e antibacteriano natural.

Agora que você já tem uma noção do poder deste suco, saiba como prepará-lo:

INGREDIENTES

1 maço de agrião

1 pepino

1 nabo

3 cenouras médias

1 dente de alho

Suco de 1 limão espremido na hora

Meio copo de água

MODO DE PREPARO

Bata os ingrediente no liquidificador.

Quando estiver tudo bem liquidificado, coe o suco e tome na hora.

Beba-o diariamente.

O nabo não é encontrado fácil em algumas regiões do Brasil

Se esse for o seu caso, faça o suco sem ele.

 

ESCLARECIMENTO: Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*