As diferenças entre o açúcar refinado, cristal, demerara e mascavo

As diferenças entre o açúcar refinado, cristal, demerara e mascavo

Já foi comprovado que a criança nasce com preferência  para o sabor doce. No entanto, a adição de açúcar na alimentação é desnecessária e deve ser evitada nos dois primeiros anos de vida.  Essa atitude vai fazer com que a criança não se desinteresse pelos cereais, verduras e legumes, aprendendo a distinguir outros sabores e formando os hábitos alimentares para a vida toda.

Golden granulated, light muscovado and dark muscovado sugar
Golden granulated, light muscovado and dark muscovado sugar

Perigo: obesidade

Uma criança de 8 anos já comeu a mesma quantidade de açúcar que seu avó comeu em toda sua vida. Em 1990 existiam 32 milhões de crianças com menos de cinco anos com excesso de peso, em 2013 esse número subiu para 42 milhões, e em 2025 a estimativa é que serão 70 milhões de crianças.

Sabemos que, com as crianças mais velhas, vai ficando cada vez mais difícil o contato com diversos sabores. Pensando nisso, e em você que optou por oferecer açúcar eventualmente, elaboramos um pequeno guia para que escolha qual tipo usar no preparo das receitas.

As principais diferenças aparecem no gosto, na cor e na composição nutricional de cada tipo. A regra básica é a seguinte: quanto mais escuro é o açúcar, mais vitaminas e sais minerais ele tem. A cor branca significa que o açúcar recebeu aditivos químicos no último processo da fabricação, eles também “roubam” a maioria dos nutrientes.

Tão importante na história do Brasil e responsável por adoçar sucos, o cafezinho e fazer receitas deliciosas, o açúcar é item fundamental na nossa cozinha.

Sua matéria-prima é a cana, que é moída para extrair seu caldo. Esse caldo é aquecido a 105°C e é filtrado, começando, assim, o processo de purificação do açúcar. Uma vez que o caldo é evaporado, se transforma em um xarope que segue para o cozimento, até o aparecimento dos cristais de açúcar. Após esse processo, seguem-se mais algumas etapas de purificação e refinamento químicos que irão fabricar os diferentes tipos de açúcares disponíveis no mercado. Quer descobrir a diferença entre eles?

-Açúcar refinado: em seu processo de refinamento, aditivos químicos como o enxofre deixam o produto bem branco e saboroso. Esse processo, porém, retira praticamente todas as vitaminas e minerais do açúcar, que se torna um produto de calorias vazias, ou seja, sem nutrientes.

– Açúcar cristal: é aquele açúcar que apresenta cristais maiores, um pouco difíceis de serem dissolvidos na água. É muito usado em receitas de doces. Depois do cozimento, os cristais passam por um processo de refinamento mais brando que aquele sofrido pelo refinado. Ainda assim, 90% dos nutrientes são perdidos.

– Açúcar demerara: sua aparência e sabor são similares ao açúcar cristal, porém exibe uma tonalidade dourada, ou marrom. Isso porque ele passa por um refinamento leve e não recebe nenhum aditivo químico. Praticamente todos os nutrientes são preservados, mantendo alto teor de cálcio, fósforo, potássio e magnésio, além de vitaminas do complexo B e C.

– Açúcar mascavo: este açúcar se forma após o resfriamento do xarope proveniente do caldo da cana e não passa por nenhum processo de refinamento. Por isso, ele possui o maior valor nutricional entre os tipos de açúcar. Seria o equivalente ao trigo ou ao arroz integral. Ele é úmido e escuro e possui um gosto marcante, próximo à rapadura, o que dificulta a sua popularidade.

Agora que você já sabe as principais diferenças entre os tipos de açúcar, que tal investir em uma opção mais saudável? É apenas uma questão de se adaptar ao sabor, em um processo parecido com o de quem trocou o açúcar por adoçante ou diminuiu o consumo de sal. Vale a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*