Coceira Vaginal: O que pode ser, Tratamento aqui:

Coceira Vaginal: O que pode ser, Tratamento aqui:

A coceira vaginal, também chamada de prurido vulvar, é uma queixa bastante comum, que pode surgir em mulheres de qualquer idade, sejam elas sexualmente ativas ou não.

Embora o prurido vulvar seja um sintoma clássico de infecções vaginais, principalmente de candidíase vaginal, existem várias outras situações que podem cursar com coceira na região genital feminina, incluindo alergias e reações a produtos químicos irritantes.

Neste artigo vamos falar sobre as principais causas de coceira vaginal. Selecionamos 15 causas que consideramos as mais relevantes. Se você quiser saber mais detalhes sobre cada uma dos problemas descritos, utilize os links para os artigos específicos que serão fornecidos ao longo deste texto.

O que é a candidíase vaginal?

O fungo responsável pela candidíase é o denominado candida albicans. A doença pode se desenvolver não só em mulheres, mas também em homens e até em bebês. O aparecimento do problema se dá tanto na região pubiana como na boca, chamada de candidíase oral, como também nos olhos, a candidíase ocular.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o fungo não é um parasita estranho ao corpo humano, pois já faz parte da flora intestinal, mas a multiplicação desordenada deste grupo se torna no que chamamos de candidíase. Os fungos se multiplicam mais rápido através de uma dieta alta em açúcar e o uso excessivo de antibióticos.

Sintomas da candidíase

Para obter um diagnóstico se está ou não com candidíase, a mulher deve observar atentamente o próprio corpo. A coceira não é só na região externa da vagina, como também na interna. Para se caracterizar como tal doença, os sintomas precisam vir acompanhados de um corrimento branco, que pode aparecer com ou sem odor, além de um incômodo ao urinar.

Como tratar as coceiras?

Se a mulher quer acabar com a coceira na região vaginal, de início deve-se vestir roupas íntimas de algodão, além de manter uma boa higiene na área pubiana, lavando as regiões com sabonetes próprios para o uso, evitar calças justas e o abuso de doces e frituras.

Remédios Caseiros

De fato, para se ter um diagnóstico preciso se a mulher realmente está com candidíase, deve-se procurar um especialista. Entretanto, é possível agilizar o tratamento fazendo uso de alguns remédios preparados em casa, como os banhos de assento e chás.

Banho de assento

Preparo

Se você deseja aliviar a coceira, mesmo que temporariamente, o banho de assento é ideal. Para isso, você deve levar ao fogo um recipiente médio com água e, ao esquentar, misture-a dentro de uma bacia grande com água de temperatura normal. Estando a água morna, sente-se na bacia, de modo a cobrir toda a região pélvica com o líquido. Após esse procedimento, lave a vagina com sabonete íntimo e água morna.

Mix de chás

Ingredientes

375 ml de água

Duas colheres de chá de tomilho seco

Uma colher de chá de alecrim seco

Uma colher de chá de sálvia seca

Preparo

Leve ao fogo a água em um recipiente, espere ferver e depois adicione as ervas. Tampe a solução e deixe descansar por aproximadamente 20 minutos. Em seguida, coe o chá e lave a região pélvica duas vezes ao dia.

Chá e assento de uva-ursina

A erva uva-ursina é também um ótimo remédio para aliviar as coceiras na região vaginal. Diferente do mix de chás, esse você deve ingerir e, se preferir, fazer um assento. Esta planta possui propriedades medicinais antimicrobianas, capazes de diminuir a proliferação de bactérias nessa região.

Ingredientes do chá

Uma xícara de água fervente

Duas colheres de chá de folhas secas de uva-ursinha

Preparo

Ferva a água e depois adicione a erva. Após deixar em repouso por 10 minutos, você deve ingerir a mesma de três a quatro vezes por dia.

Ingredientes do assento de uva-ursina

Quatro colheres de chá de folhas secas de uva-ursina

Um litro de água

Preparo

Leve os ingredientes ao fogo e, depois de morno e coado, coloque em uma bacia e fique sentada na solução por cerca de 20 minutos.

O uso do vinagre

Dentre outras formas de amenizar a coceira vaginal, lavar a região com água morna e vinagre é uma das opções mais indicadas, pois este último ajuda a regularizar o pH vaginal e diminuir o desenvolvimento descontrolado de fungos.

Para obter êxito, misture quatro colheres de sopa de vinagre branco em 500 ml de água morna. Use uma bacia grande para pôr o líquido, sentar e ficar 20 minutos com a região vaginal submersa. O ideal é fazer o assento de duas a três vezes ao dia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *