Faça você mesmo gel de aloe vera caseiro e quais são as suas aplicações!

Faça você mesmo gel de aloe vera caseiro e quais são as suas aplicações!

Aloe succotrina e Aloe vera são uma das centenas de espécies de plantas conhecidas popularmente como babosa, atualmente a mais amplamente utilizada em produtos de consumo, tanto para uso externo como interno, por causa de suas reconhecidas propriedades benéficas.

O uso desta planta é de longa tradição em várias partes do mundo, dado os seus muitos benefícios observados ao longo dos anos

Antes de preparar nosso creme, é importante conservar as folhas de aloe vera em água para que liberem a aloína, que é uma substância que pode ser tóxica.

O aloe vera, também conhecido em alguns locais como babosa, é uma das plantas mais valorizadas na indústria cosmética por seus diversos benefícios que pode oferecer à beleza de todo o corpo.

O aloe vera conta com propriedades adstringentes, antibacterianas e hidratantes que, ao serem aplicadas sobre a pele, favorecem a sua regeneração para mantê-la jovem e livre de imperfeições.

Ele também se destaca como um dos maiores refrescantes e cicatrizantes naturais, apropriado para o tratamento de queimaduras solares e outras lesões que danificam a estrutura da pele e que causam marcas e o envelhecimento precoce.

Grande parte do aloe vera é composto por água, mas ele também oferece uma quantidade significativa de vitamina A, C e E, cuja ação antioxidante pode inibir o dano oxidativo na pele.

Estas e muitas outras razões fizeram com que o aloe se transformasse no ingrediente básico de muitos tratamentos presentes no mercado, que aproveitam os seus benefícios para fins estéticos.

No entanto, para usufruir ao máximo todas as suas qualidades, a melhor forma de utilizar a babosa é sempre em seu estado 100% natural.

Por esta razão, a seguir iremos compartilhar a receita de um gel simples de aloe vera caseiro e as aplicações que você pode dar a ele.

Como preparar um gel de aloe vera caseiro

Preparar o gel de aloe vera é muito fácil e, principalmente útil. Ainda que ele possa ser adquirido em lojas de produtos naturais, o melhor é fazê-lo de forma orgânica para cuidar do meio ambiente e evitar os conservantes químicos.

Ingredientes

3 folhas de aloe vera

1 colher de suco de limão (10 ml)

1 colher de óleo de gérmen de trigo (10 g)

Instruções

Em primeiro lugar, cinco dias antes de preparar o gel, regue a planta diariamente para que ela fique no estado ideal para o corte.

Passado o tempo aconselhado, corte três folhas, ou a quantidade que considerar necessária para extrair o produto.

Quando elas estiverem prontas, retire os espinhos laterais e coloque-as em um recipiente com água durante, no mínimo, 24 horas, trocando a água a cada três ou quatro horas para que todas as folhas expulsem uma substância conhecida como aloína, que pode ser tóxica.

Depois das 24 horas, retire-as da água para poder extrair a polpa e continuar a preparação do gel.

Pegue uma faca e abra cada uma das folhas por um dos lados.

Agora, com a ajuda de uma colher ou uma espátula, extraia todo o gel e reserve-o em um recipiente.

Incorpore o suco de limão e o óleo de gérmen de trigo, cuja função é potencializar as suas propriedades graças ao seu teor de vitamina E e outros antioxidantes.

Depois de ter tudo pronto no recipiente, bata a mistura em uma velocidade médio-alta na batedeira, até obter um creme espesso de tonalidade branca. Se você não tiver uma batedeira, pode fazer isso usando o liquidificador.

Para finalizar, coloque o produto em um frasco de vidro fechado hermeticamente e conserve-o na geladeira para que dure mais tempo.

Modo de aplicação

Seja qual for a finalidade com a qual você irá utilizá-lo, pegue a quantidade que considerar necessária e espalhe pela região afetada.

Sempre é bom repetir a sua aplicação umas três vezes por semana para notar a diferença em pouco tempo.

Quais são as aplicações deste gel caseiro de aloe vera?

A grande vantagem deste produto natural é que ele pode ser usado todos os dias pelas diversas aplicações que oferece em relação ao cuidado da pele.

As suas propriedades nutricionais são únicas e não causam efeitos negativos quando são utilizadas de forma tópica.

 

Fonte aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *