E pela primeira vez na história, paciente é submetido a cirurgia cardíaca sem anestesia, veja na matéria:

Recuperação da cirurgia cardíaca

A recuperação da cirurgia cardíaca é lenta e pode ser demorada e depende do tipo de cirurgia que foi realizada pelo médico. Se o cardiologista optou pela cirurgia cardíaca minimamente invasiva, o tempo de recuperação é menor, podendo a pessoa voltar a trabalhar em mais ou menos 1 mês. No entanto, se foi realizada cirurgia tradicional, o tempo de recuperação pode chegar a 60 dias. Sobre cirurgia cardíaca um fato incrível aconteceu pela primeira vez no mundo. Foi em Nord-Pas-de-Calais, na França. Gerard Courtois, um homem de 88 anos foi submetido a uma cirurgia cardíaca sem anestesia “pesada” no Hospital da Universidade de Lille. Fantástico, não é!

Em vez de morfina ou ansiolíticos usuais, ele foi hipnotizado por Hélène Sergent, a primeira enfermeira do departamento de cirurgia intervencionista especialista em hipnose. Depois de 48 horas da operação, Gerard Courtois estava em perfeita forma. A operação para substituir a válvula aórtica (feita por Gerard) exige uma incisão em cada uma de suas artérias femorais para introduzir dois fios-guia que sobem todo o corpo e chegam até o coração para trocar a válvula aórtica.

Para esse tipo de cirurgia, até então, era necessária anestesia geral ou local, o que poderia representar um problema para pacientes idosos (ou alérgicos), explica o professor Arnaud Sudre, chefe do departamento de cirurgia intervencionista do Hospital Universitário de Lille: “Às vezes, esses pacientes são mais sensíveis aos efeitos colaterais das drogas que são injetadas (morfina, ansiolítica, relaxantes). Esses produtos podem causar confusão neurológica. Com a hipnose, o paciente se recupera imediatamente”.

Durante o processo de hipnose, feito para a realização da cirurgia, Gerard falou sobre suas viagens com sua esposa na Tailândia, Egito, Tunísia, Turquia, sua paixão pela jardinagem. “Falando nisso tudo, esquecemos totalmente o que está acontecendo, somos transferidos para outro lugar”, conta. Uma nova operação sob hipnose será realizada na próxima semana na CHU e as perspectivas são as maiores, já que 400 operações de cirurgia cardíaca deste tipo são realizadas a cada ano no CHU Lille. Estima-se que 80% dos pacientes sejam receptivos à hipnose.

Quatro enfermeiros deste departamento de cirurgia intervencionista do Hospital Universitário serão treinados em breve para a hipnose.

A hipnose na medicina

Você sabia que a hipnose tem sido cada vez mais usada dentro dos consultórios médicos e terapêuticos no Brasil e no mundo?

É verdade. 

Dizemos que uma pessoa está hipnotizada quando ela entra em tão alta concentração que não consegue perceber nada do que acontece a sua volta. Isso porque a hipnose utiliza a técnica de indução ao estado de transe, que significa um estado de relaxamento semiconsciente. Mas quando a hipnose é utilizada na medicina para tratar de um problema de saúde (físico ou psicológico), é chamada de hipnose clínica ou hipnoterapia. Nesses casos, há um estado de relaxamento ainda mais profundo.

Este blog de notícias sobre tratamentos naturais não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *