Se você quer ter cabelos fortes, bonitos e saudáveis, invista no óleo de rícino.

Veja a forma certa de usar óleo de rícino para seu cabelo crescer rápido e bonito: O óleo de rícino faz maravilhas no cabelo, mas, para obter os melhores resultados, é preciso usá-lo corretamente. Se você quer ter cabelos fortes, bonitos e saudáveis, invista no óleo de rícino.

O óleo de rícino é extraído da planta de mamona. Antigamente era conhecido por seu poder laxante, mas hoje leva a fama pelos benefícios que traz aos cabelos, pele e unhas. Inclusive já é encontrado em vários produtos de beleza sob o nome de “castor oil”, sua denominação em inglês. Esse óleo é extraído da planta mamona. Lembra-se do grupo “Mamonas Assassinas”? Pois é das sementes da mamona que se extrai o óleo de rícino. O óleo de rícino tem propriedades antibacterianas e antifúngicas naturais e é rico em vitamina E, minerais, proteínas e ômegas 6 e 9. Sua alta taxa de ácido ricinoleico faz dele um poderoso aliado da beleza da pele e dos cabelos. Para evitar e amenizar a queda de cabelos, use o óleo de rícino no couro cabeludo.

Suas propriedades antibacterianas e antifúngicas combatem caspa e foliculite e ajuda a aumentar a circulação no couro cabeludo, além de melhorar o crescimento dos fios. Há quem acredite que o ácido ricinoleico ajuda a equilibrar o pH do couro cabeludo, o que também ajuda a repor os óleos naturais e a desfazer alguns dos danos causados ​​pelos produtos químicos (e até mesmo os danos causados ​​pelo excesso de alcalinidade). Os antioxidantes e vitaminas presentes no óleo de rícino melhoram a queratina no cabelo e ajudam a tornar os fios mais fortes, suaves e menos crespos. Para fazer o seu próprio óleo de beleza para os cabelos, misture óleo de mamona com jojoba ou óleo de argan em um frasco conta-gotas de vidro para facilitar a aplicação.

Benefícios do óleo de rícino para os cabelos

Este produto tem propriedades tanto de hidratação dos fios de cabelo quanto de limpeza do couro cabeludo, sendo indicado nos seguintes casos:

1. Restauração e crescimento de cabelos mais fortes

Graças ao ômega 6 e ômega 9, o óleo de rícino pode dar maior volume ao fio de cabelo. Isso ocorre porque esse ácido graxo estimula o couro cabeludo e os folículos pilosos (local onde os cabelos nascem), fortalecendo assim os fios. Estes nutrientes também ajudam a melhorar o aspecto do fio de cabelo, já que ele sela as cutículas, impedindo que os cabelos fiquem com aparência elétrica e ressecada, dando brilho aos cabelos e uma aparência mais sedosa.

2. Hidratação dos fios

Os ácidos graxos do óleo de rícino, como o ômega 6 e ômega 9, colaboram com a hidratação dos cabelos ressecados, formando uma película que impede a perda de água para o ambiente.

3. Combate à caspa

Ele também tem propriedades antifúngicas que limpam o couro cabeludo, ajudando a combater a caspa, que normalmente é causada por fungos. Além disso ele evita o ressecamento dos fios, prevenindo a descamação do couro cabeludo. Mas é importante ressaltar que ele sozinho não resolve este problema, ele deve ser aliado aos tratamentos indicados pelo dermatologista.

4. Oleosidade excessiva

Essa propriedade de limpeza também o ajuda a combater a oleosidade excessiva do couro cabeludo, principalmente quando há bactérias e fungos fomentando a produção excessiva de oleosidade pelas glândulas sebáceas da região. No entanto, pessoas com muita oleosidade não devem manter o óleo de rícino por muito tempo no couro cabeludo. O ideal é aplicar no começo do banho e retirá-lo completamente com o uso do shampoo. Se você sofre muito com a oleosidade, confira aqui 12 formas para acabar com a oleosidade dos fios.

5. Óleo de rícino e queda de cabelo

É arriscado dizer que o óleo trate a queda de cabelo, uma vez que existem inúmeras causas para o problema, que vão desde condições genéticas a quadros de inflamação. Nos casos de queda por eflúvio telógeno (traduzindo: quando os fios estão caindo antes do que deveriam) é que o óleo de rícino pode ser mais benéfico, justamente porque ele estimula que os fios voltem a fase anágena, ou seja, de crescimento dos fios.

Como usar o óleo de mamona no cabelo:

  • Primeiro, precisamos dizer que, para um tratamento adequado, bastam apenas pequenas quantidades de óleo.
  • Lembrando também que os óleos adicionais são completamente opcionais.
  • Use o óleo de mamona de uma a duas vezes por semana.
  • Esse tratamento funciona melhor em cabelos úmidos, mas não molhados/encharcados.
  • Então, mantenha uma garrafa de spray de água no banheiro e apenas borrife nos cabelos antes de aplicar o óleo.
  • Para alcançar o máximo benefício, deixe agir por várias horas ou durante a noite.
  • Após a aplicação, use uma touca de banho ou toalha para evitar que o óleo suje seus móveis ou travesseiro.

Importante:

Antes de aplicar o óleo em todo o cabelo, teste uma pequena quantidade em seu braço interno para ter certeza de que você não terá reação alérgica.

Veja também

O pau-d’arco é uma planta muito rica em propriedades medicinais utilizada pelos índios brasileiros para tratar diversas doenças.

O estudo induziu o desenvolvimento de úlceras gástricas crônicas em ratos e os tratou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *